No momento em que Goiás enfrenta o pior momento da crise do coronavírus, o estado enfrenta problemas de atendimento nas unidades públicas de saúde, principalmente na capital. O vendedor Diego Costa, que testou positivo para a doença, denuncia que tentou por quatro dias conseguir atendimento, mas não conseguiu.

“Já tem quatro dias que eu tô vindo atrás e nada. Aí eu tenho que ficar arriscando a vida dos outros? Não sei qual remédio eu tenho que tomar?”, desabafou.

Diego disse ainda que teve eu pagar por um exame para saber se estava infectado com a doença, pois não conseguiu o teste pela rede pública.

Vendedor testa positivo para o coronavírus e tenta por quatro dias atendimento em unidades de saúde públicas de Goiânia — Foto: Reprodução/TV Globo

A recepcionista Júlia Tavares também teve dificuldade para conseguir atendimento em uma unidade de saúde. Ela gravou um vídeo registrando a demora no atendimento.

“Eu sei que todo mundo tá passando mal e quem chegou aqui e não tá com Covid pega aqui dentro mesmo, porque atendimento não tem”, relatou.

A Secretaria Municipal e Saúde (SMS) de Goiânia, por meio do superintendente de Gestão de Redes, Sílvio José, disse que está tomando providências para que situações do Diego e da Júlia não voltem a se repetir.

“Nós abrimos um processo administrativo e disciplinar para apurar as causas. Porque nós queremos e é um direito de todo cidadão que procura uma unidade de saúde receber o atendimento”, disse.

Vendedor testa positivo para o coronavírus e tenta por quatro dias atendimento em unidades de saúde públicas de Goiânia — Foto: Reprodução/TV Globo

Nos primeiros quatro meses da pandemia, 521 pessoas morreram pela Covid-19 em Goiás. No entanto, em julho o número de óbitos e de casos confirmados disparou. O número de mortes, em apenas um mês, foi de 1.135. Neste sábado (1º) o número de mortes por coronavírus totalizou 1.691 vítimas, conforme divulgado pelo governo.

Ainda de acordo com a última atualização do balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), o estado registra 69.679 pessoas infectadas pela Covid-19.

Segundo o superintendente de Atenção à Saúde de Goiás, Sandro Rodrigues, o estado parece estar chegando ao pico da doença.

“A gente teve um número expressivo no número de casos, da necessidade de internação e dos óbitos também. Mas a análise parece que isso tá chegando no pico”, disse.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.



Source link