[ad_1]

O Uruguai vai reabrir suas fronteiras para turistas da União Europeia, mas ainda não definiu uma data, informou hoje o ministro do Turismo, Germán Cardoso.

“Estamos em condições de avançar e que nosso país reabra o setor de turismo à Europa”, disse Cardoso em entrevista coletiva, após encontro com o presidente, Luis Lacalle Pou.

O Uruguai mantém suas fronteiras fechadas desde março, quando detectou os primeiros casos de coronavírus.

Atualmente, apenas nacionais, estrangeiros residentes ou membros de corpos diplomáticos podem entrar no país, entre outras exceções. Também é possível a entrada, caso a caso, por razões humanitárias, reunião familiar ou motivos de trabalho.

O ministro destacou que até agora “praticamente não houve linha de contágio” entre quem chega pela Iberia e Air Europa, companhias aéreas que retomaram voos comerciais entre Montevidéu e Madri, já que a UE incluiu o Uruguai na lista dos países cujos viajantes tem entrada permitida.

A decisão é uma medida de reciprocidade com o bloco. “O Uruguai é o único país da América Latina com o qual a UE se reconectou, por isso acreditamos que estamos em posição de ter um crescimento significativo de turistas da Europa “, disse Cardoso.

Os requisitos para os turistas europeus serão os mesmos que se aplicam a quem entra atualmente no Uruguai: resultado negativo para covid-19, em teste realizado no máximo 72 horas antes, e manter uma quarentena de sete dias, até um segundo teste.

O ministro esclareceu que ainda não há data para essa reabertura, que deve ser fixada por meio de decreto.

O Uruguai, com 3,4 milhões de habitantes e elogiado pelo controle da epidemia de coronavírus, registrou até o momento 1.457 pessoas contaminadas pelo coronavírus, entre elas, 1.205 se recuperaram e 40 morreram.

[ad_2]

Source link