O setor mineral brasileiro registrou superávit comercial de US$ 7,8 bilhões no primeiro semestre de 2016, com exportações de US$ 16,7 bilhões e importações de US$ 8,9 bilhões. No total das exportações do país, o setor mineral brasileiro representou 15,5% dos US$ 23,7 bilhões. Os dados são da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia.

No primeiro semestre de 2016, a arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) totalizou R$ 1,018 bilhão, representando crescimento de 47,6% em relação ao mesmo período de 2015, quando foram arrecadados R$ 693 milhões.

Considerando apenas mineração (indústria extrativa), essas exportações somaram US$ 7,5 bilhões. Em comparação ao mesmo período de 2015, houve retração de 21%, provocada pela queda dos preços internacionais de exportação dessas commodities, principalmente do minério de ferro.

As importações da mineração totalizaram US$ 2,5bilhões, apresentando declínio de 27% em relação ao mesmo período de 2015, também atribuída à queda dos preços.

No mesmo período, foram expedidos 6.821 alvarás de pesquisa, aumento de 47,6 % em relação ao mesmo período de 2015. Os relatórios de pesquisa aprovados também tiveram aumento de 0,7%, com registro de 763. Já a aprovação de cessão registrou queda de 20% em relação ao mesmo período de 2015.

Fonte: Ministério de Minas e Energia