[ad_1]

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou neste sábado (18) que 171 casos de Covid-19 foram confirmados em Mato Grosso, sendo registrados cinco óbitos em decorrência do coronavírus. São nove casos a mais do que o boletim epidemiológico divulgado nessa sexta-feira (17).

Nas últimas 24 horas, surgiram 9 novas confirmações nos municípios de Cuiabá (3), Sinop (1), Várzea Grande (1), Cáceres (1), Mirassol D’Oeste (1), Ipiranga do Norte (1) e Barra do Garças (1).

Dos 171 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 77 estão em isolamento domiciliar, 78 estão recuperados e 11 estão hospitalizados, sendo 8 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Os casos confirmados estão em:

  • Cuiabá (91)
  • Rondonópolis (24)
  • Sinop (13)
  • Várzea Grande (8)
  • Tangará da Serra (5)
  • São José dos Quatro Marcos (4)
  • Primavera do Leste (4)
  • Cáceres (3)
  • Aripuanã (2)
  • União do Sul (1)
  • Pontes e Lacerda (1)
  • Nova Mutum (1)
  • Nova Monte Verde (1)
  • Mirassol D’Oeste (1)
  • Lucas do Rio Verde (1)
  • Lambari D’Oeste (1)
  • Ipiranga do Norte (1)
  • Conquista D’Oeste (1)
  • Canarana (1)
  • Campo Novo do Parecis (1)
  • Alta Floresta (1)
  • Residentes de outros estados (4).

Os casos confirmados residentes de outros estados foram notificados pelos municípios de Rondonópolis (1 caso), Chapada dos Guimarães (1 caso), Pontes e Lacerda (1 caso) e Cuiabá (1 caso).

Um total de 60% dos diagnosticados são do sexo feminino e a maioria dos pacientes, 93, têm entre 36 e 55 anos. Há um paciente com idade inferior a 5 anos, 6 pacientes que têm entre 6 e 18 anos, 34 pacientes com idade entre 19 e 35 anos, 93, pacientes com idade entre 26 e 55 anos, 31 pacientes com idade entre 56 e 80 anos e 2 pacientes com idade superior a 81 anos.

O documento ainda aponta que um total de 1.469 amostras já foram processadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 36 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios.

A faixa etária dos pacientes que testaram positivo para o coronavírus é de 44 anos.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios.

Quatro pessoas morreram em Mato Grosso até esta terça-feira (14). A primeira morte foi registrada em 3 de abril em Lucas do Rio Verde. Luiz Nunes, de 54 anos, que era gerente de um supermercado na cidade, foi internado no dia 29 de março. Fez exame e deu positivo para Covid-19. Ele era hipertenso e diabético e estava internado com síndrome respiratória aguda.

A segunda morte foi registrada em Cáceres no dia 8 de abril. O servidor público aposentado Alípio Pereira de Araújo, de 82 anos, estava internado no Hospital São Luiz e tinha viajado a São Paulo, na companhia da mulher, que também está internada.

A terceira morte foi registrada em Sinop. Um homem de 34 anos, que não fazia do grupo de risco, morreu no Hospital Regional de Sinop, mas era morador de Aripuanã. O mecânico Silvano Rodrigues de Oliveira, de 34 anos, permaneceu cinco dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu e morreu no último sábado (11) após ser diagnosticado com Covid-19. Ele deu entrada no hospital no dia 6 de abril.

A quarta morte foi registrada pelo município de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.A Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis informou que a morte é de um homem de 75 anos. Ele morreu na última quarta-feira (8) no Hospital Materclin e já vinha sendo investigado como caso suspeito. O exame que confirmou a morte por Covid-19 foi concluído nesta segunda-feira (13).

A quinta morte no estado e primeira morte registrada em Cuiabá por Covid-19 foi a do aposentado Nelson Antonio Ferraz, de 79 anos, na noite dessa quarta-feira (15), um dia após dar entrada em um hospital particular da capital. A morte dele foi confirmada nesta quinta-feira (16).

Nelson, que era técnico em telecomunicações aposentado, morava atualmente em uma chácara do Distrito do Coxipó do Ouro, em Cuiabá, e raramente deixava o local.

Dicas de prevenção contra o coronavírus  — Foto: Arte/G1

Dicas de prevenção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

[ad_2]

Source link