[ad_1]

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as oito mortes relatadas nesta quinta-feira são de homens. Um deles não fazia parte do grupo de risco para a doença.

  • 24/07: homem de 66 anos. Tinha doença pulmonar crônica. Morte registrada em casa.
  • 27/07: homem de 71 anos. Tinha diabetes. Morte registrada em casa.
  • 27/07: homem de 78 anos. Tinha doença cardiovascular crônica e diabetes. Estava em hospital público.
  • 28/07: homem de 42 anos. Sem comorbidades. Estava em hospital público.
  • 28/07: homem de 56 anos. Tinha doença cardiovascular crônica. Estava em hospital privado.
  • 28/07: homem de 83 anos. Tinha hipertensão arterial e obesidade. Estava em hospital público.
  • 29/07: homem de 76 anos. Tinha doença neurológica crônica e hipertensão arterial. Estava em hospital público.
  • 29/07: homem de 85 anos. Tinha doença cardiovascular crônica, diabetes e obesidade. Estava em hospital privado.

Evolução da Covid-19 em Ribeirão Preto

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Com os novos registros, o total de óbitos de homens subiu para 211 (58%) e o de mulheres, para 152 (42%).

Do total de confirmados, 12.107 pacientes apresentaram síndrome gripal e 1.314 tiveram síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

Mais 713 suspeitas da doença foram notificadas nesta quinta-feira, elevando o total para 34.825. Outros 14.852 resultados deram negativo. Ainda há 6.552 moradores à espera de resultado dos exames.

Situação das UTIs na cidade de Ribeirão Preto

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Às 17h37, o site leitoscovid.org apontava a disponibilidade de 225 vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), das quais 184 estavam ocupadas – taxa de 81,78%.

Já na enfermagem, dos 263 leitos oferecidos, 185 têm pacientes em tratamento – índice de 70,34%.

[ad_2]

Source link