[ad_1]

Pelo terceiro dia consecutivo, novas mortes causadas pela Covid-19 foram registradas em Divinópolis, conforme o Boletim Diário desta quarta-feira (2); agora, são 41 vítimas da doença na cidade. Além dos óbitos, o informe da Prefeitura mostrou ainda que uma terceira criança está internada em leito de Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da cidade.

O G1 solicitou mais informações ao Executivo sobre essa terceira internação na cidade, mas não houve retorno até a última atualização da matéria.

No Boletim Diário desta quarta, a Administração Municipal também divulgou um comparativo entre os meses de março e agosto de notificações, casos confirmados e óbitos, além de comparações entre abril e agosto de internações na cidade (veja no fim da matéria).

Desde segunda-feira (31) Divinópolis vem registrando óbitos pela Covid-19. As duas vítimas do coronavírus na cidade tinham 60 e 73 anos, segundo a Prefeitura. O idoso de 60 anos tinha comorbidades como diabetes e obesidade. Ele foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no dia 29 de agosto. Na mesma data, foi realizado o exame PCR que confirmou o coronavírus. Ele faleceu no mesmo dia.

Já o idoso de 73 também tinha comorbidades; ele era portador de doença cardiovascular crônica, diabetes, câncer nos rins e na próstata. Ele foi hospitalizado na UTI do Hospital Santa Mônica em 18 de julho, tendo o PCR realizado no dia seguinte com resultado positivo. Ele morreu nesta segunda (1º).

* Veja abaixo mais dados sobre a evolução do coronavírus na cidade.

Mortes pela doença – são 41 óbitos, 21 do sexo feminino, 20 do masculino. No informe desta quarta, não há mortes em investigação.
Pacientes curados – desde que a Prefeitura começou a publicar o informe, 973 pessoas se recuperaram da Covid-19 na cidade; 65 a mais que o boletim anterior.

O boletim municipal também conta com a quantidade de leitos exclusivos para atendimentos a pacientes com suspeita da Covid-19. Neste informe, dos 219 leitos disponíveis – 135 são no setor de enfermaria e 84 no Centro de Tratamento Intensiva (CTI). De todos estes, 78 estão ocupados.

Ocupação de leitos exclusivos para pacientes com suspeita da Covid-19

Quantidade Ocupados Taxa de ocupação
Enfermaria 135 47 34,8%
CTI 84 31 36,9%
Total 219 78 35,6%

Casos confirmados e descartados

Nesta quarta-feira, Divinópolis contabiliza 1.071 casos confirmados de coronavírus, 22 resultados positivos a mais que o boletim de terça-feira (1º). Já a quantidade de exames suspeitos que foram descartados subiu para 443.

Evolução de casos confirmados da Covid-19 desde março

Dados são baseados nos boletins diários municipais divulgados pela Prefeitura

Fonte: Prefeitura de Divinópolis/Divulgação

Dos casos confirmados de Covid-19, 596 foram em pessoas do sexo feminino e 475 em pessoas do sexo masculino.

Perfil de casos confirmados

Idades Casos
Menos de 1 ano 4
1 a 4 anos 11
5 a 9 anos 12
10 a 19 anos 38
20 a 39 anos 438
40 a 59 anos 394
60 anos ou mais 174

Atualmente, a cidade tem 10.126 notificações de pessoas aguardando resultados de exames para saberem se têm o novo coronavírus. Destas, 5.352 são do sexo feminino e 4.774 do sexo masculino. A maior parte das notificações continua de pessoas com idade entre 20 e 39 anos: 4.961 registros.

Faixa etária das notificações em Divinópolis

Idade Notificações
Menos de 1 ano 63
1 a 4 anos 243
5 a 9 anos 177
10 a 19 anos 580
20 a 39 anos 4.961
40 a 59 anos 3.060
Acima de 60 anos 1.042

Dados de atendimentos e hospitalizações em Divinópolis — Foto: Prefeitura de Divinópolis/Divulgação

Nesta quarta-feira, a Prefeitura de Divinópolis divulgou um comparativo de casos notificados, confirmados e óbitos em agosto em relação aos meses anteriores.

Quantidade de notificações

De março a agosto de 2020

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

Os dados apontam ainda que a média diária de notificações em março era de 20,32; em agosto o valor foi de 113,68. O aumento foi de 459,44% entre os meses analisados.

Casos confirmados

De março a agosto de 2020

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

A média diária dos casos confirmados, segundo a Prefeitura, era de 0,35 em março e 12,81 em agosto. O crescimento é de 3903.125% entre os meses analisados.

Quantidade de óbitos

De março a agosto de 2020

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

Já a média diária de óbitos em abril, quando foi registrado o primeiro óbito na cidade, era de 0,03; já em agosto o valor passou para 0,48. O valor representa um aumento de 1.500%.

Dados sobre pacientes internados com suspeita do coronavírus também foram divulgados.

Quantidade média diária de internações no setor de enfermaria

De abril a agosto de 2020

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

Os dados mostram que a média diária de internações de pacientes com suspeita de Covid-19, no setor de enfermaria, passou de 14,16 em abril para 47,61 em agosto; um aumento de 236.22%.

Quantidade média diária de internações em CTI

De abril a agosto de 2020

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

Já a média diária de internações de pacientes com suspeita de Covid-19 em leitos de Centro de Tratamento Intensivo (CTI) passou de 12,17 em abril para 30,48 em agosto. Um aumento de 150.45%.

O Boletim da Prefeitura de Divinópolis divulga ainda informações sobre taxas de isolamento e letalidade, além do ritmo de contágio. Segundo Executivo, o Índice de Isolamento Social e o Ritmo de Contágio são divulgados pela plataforma “Corona Cidades”, desenvolvida pela ONG Impulso, Instituto Arapyau e Instituto de Estudos de Políticas de Saúde (IEPS), além da colaboração da empresa de tecnologia InLoco. O objetivo da plataforma é auxiliar o poder público na coleta de dados relacionados à pandemia do coronavírus no Brasil.

* Os dados foram atualizados nesta quarta-feira (2). Veja mais detalhes abaixo.

Taxa de isolamento social – O índice de Isolamento Social aponta o percentual de pessoas que se encontram em casa durante a pandemia do coronavírus. Os dados são coletados através da geolocalização de celulares e smartphones. A média percentual com dados da última semana, mostra que a taxa de isolamento social permanece em 34%. O número está bem abaixo do índice de isolamento recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 70%, para evitar o contágio da Covid-19.

Ritmo de contágio – Conforme dados consultados em um site do Executivo, o ritmo de contágio da doença na cidade subiu para 1,39, anteriormente era 1,17. O dado leva em consideração a quantidade média de pessoas que cada contaminado pode infectar. Se o índice ficar entre 1,65 e 2, o risco é considerado muito alto e há indicação de lockdown se a taxa de reprodutibilidade da doença passar de 2. Esse índice é um dos fatores que estão na Matriz de Mapeamento de Risco à Covid-19, que orienta as decisões do Poder Público em relação às medidas de isolamento social na cidade. Segundo a Matriz, o número é considerado de alto risco.

Taxa de letalidade – A taxa de letalidade em Divinópolis subiu para 3,83%. Este percentual considera o número de óbitos em relação ao total de casos confirmados.

[ad_2]

Source link