O Maranhão tem 600 pessoas curadas da Covid-19 e mais 2.038 em tratamento nos 71 municípios que já registraram casos de infecção pelo novo coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na noite desta terça-feira (28), que apresentou ainda 166 mortes pela doença.

A secretaria informou que quanto aos profissionais de saúde, 349 foram infectados, 248 estão recuperados e oito morreram.

Ao todo, 2.804 pessoas foram infectadas no Maranhão, 7.232 são suspeitas de estarem doentes e 4.099 casos já foram descartados. Foram realizados 6.899 exames laboratoriais no estado para diagnóstico da Covid-19. Foram 276 casos novos nas últimas 24h.

Em São Luís, os leitos de UTI do sistema público estão lotados. São 112 na capital que são mantidos pelo SUS. Quanto às enfermarias, das 267 em São Luís, 170 estão com pacientes. No interior, também considerando os leitos exclusivos para tratamento da Covid-19, estão ocupados 14 leitos de 81 disponíveis. As enfermarias são 168 e 14 estão ocupadas.

Em tratamento por meio do isolamento domiciliar estão 1.550 pessoas em 71 municípios. São ao todo, considerando também a rede privada, 179 pessoas em leitos de UTI e 309 em enfermarias.

Curado da Covid-19, seu Laércio saiu aplaudido do Hospital Carlos Macieira

Um desses pacientes curados da Covid-19 é o Laércio, que estava internado no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís. Em um vídeo postado nesta sexta-feira (10) pelo secretário de Saúde, Carlos Lula, o paciente aparece sendo aplaudido por vários profissionais de saúde durante a sua saída do hospital.

“Aproveitei o máximo da competência de vocês [profissionais de saúde]. Para quem está nessa situação, aguarde. Seu dia vai chegar. Nós estamos com fé”, declarou.

Médico é o primeiro paciente a receber alta após contrair Covid-19 em hospital de São Luís

Médico é o primeiro paciente a receber alta após contrair Covid-19 em hospital de São Luís

Outro paciente já recuperado da doença é o médico Cláudio Barros, de 28 anos, que estava internado no Hospital Universitário Presidente Dutra, em São Luís.

Em um vídeo, Cláudio é aplaudido no corredor por técnicos em enfermagem, enfermeiros, médicos e funcionários que deram assistência para ele durante seu período de internação. Na imagem, ele segura uma placa com a frase ‘Eu fui curado do Covid-19‘, graças a todos vocês, obrigado’.

Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Dicas de prevenção contra o coronavírus  — Foto: Arte/G1Dicas de prevenção contra o coronavírus  — Foto: Arte/G1

Dicas de prevenção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1



Source link