Com mais de 200 produtores, o plantio de amendoim na região centro-oeste paulista deve seguir em alta em 2018. Para atender o maior polo de produção do país, o terminal alfandegado da Brado, localizado em Bauru, é uma das principais estruturas multimodais utilizadas pelas indústrias para o armazenamento e saída dos grãos. No último ano, a empresa movimentou 2.571 contêineres – o equivalente a 63 mil toneladas do produto e 42,1% de todo amendoim exportado pelo Brasil em 2017.

A rota de exportação tem como principal destino a União Europeia – o maior bloco econômico do mundo – que recebe 45% do total de amendoim que passa pelo terminal da companhia (cerca de 28 mil toneladas). Deste total, 79% partem do Porto de Santos e outros 21% de Paranaguá.

“O terminal está localizado em uma região estratégica para a economia brasileira. Somos um dos principais polos de produção de amendoim do mundo e, por isso, precisamos contar com um rigoroso procedimento de amostragem e expurgo para garantir que o produto chegue em segurança até os portos”, destaca André Luiz Lozigia, coordenador da unidade em Bauru.

A unidade está localizada próxima as linhas férreas que ligam a região de Bauru ao Porto de Santos, trazendo mais competitividade para a logística de cargas da região por meio do modal ferroviário. O terminal conta também com o serviço de laboratórios especializados, para atender às normas e exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Rotineiramente, técnicos da empresa coletam amostras para fazer análise de micotoxinas. Um rigoroso controle de qualidade – que passa pela fumigação para o controle de possíveis pragas – é realizado, seguindo os moldes de referência exigidos pela União Europeia. O tratamento garante que os produtos cheguem com elevadíssimo padrão de qualidade nos países estrangeiros a que se destinam.

“Toda procedência é garantida pela fiscalização”, afirma André Augusto Francese, auditor fiscal do MAPA na unidade de Bauru. “O processo é acompanhado desde a produção do amendoim até o seu beneficiamento, por meio de sistemas de qualidade e rastreabilidade”, acrescenta.

Documentação, logística e projeções

A Brado oferece uma série de serviços documentais e logísticos para auxiliar nas exportações de produtos.

“São serviços que otimizam os processos e consequentemente beneficiam toda a cadeia logística, reduzindo custos operacionais e tornando os produtos exportáveis mais competitivos no mercado internacional”, destaca Lozigia.

Segundo dados do Ministério da Agricultura, a produção total de grãos da safra 2017/2018 deve ficar entre 223,3 a 227,5 milhões de toneladas, de acordo com a estimativa de intenção de plantio do 2º Levantamento da safra. As áreas de plantio de algodão, feijão-comum preto, mamona e amendoim sinalizavam os melhores números, segundo a pesquisa realizada nos principais centros produtores de grãos do país.

Fonte: Portal SEGS