[ad_1]

A Índia superou, neste domingo (23), a faixa dos três milhões de casos do coronavírus, ao registrar 69.239 novas infecções nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde.

A segunda nação mais populosa do planeta registrou também 912 mortes adicionais, o que leva o número total de mortos pela doença para 56.706 desde o início da pandemia, segundo dados oficiais.

Com o quinto dia consecutivo de mais de 60 mil novos casos, a contagem da Índia é de 3,04 milhões, atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil.

Como as autoridades indianas só realizam testes de diagnóstico nos pacientes que apresentam sintomas, os especialistas consideram que esses números são subestimados.

Neste domingo, a Índia emitiu diretrizes para abrir sua indústria de produção de mídia com normas para distanciamento social, gerenciamento de multidões e higienização.

Os principais produtores, distribuidores e atores de Bollywood, a indústria do cinema na capital financeira da Índia, Mumbai, disseram em maio que levariam pelo menos dois anos para se recuperarem financeiramente da pandemia, colocando em risco dezenas de milhares de empregos.

A produção de filmes e os cinemas foram fechados em todo o país depois que o primeiro-ministro Narendra Modi impôs um lockdown de mais de dois meses em março para conter a disseminação do vírus.

Embora a Índia esteja abrindo lentamente algumas indústrias com regulamentações específicas, as zonas de contenção –áreas identificadas como as mais afetadas pelo vírus– ainda permanecem em lockdown.

Neste domingo, no mundo, o total de mortes pela pandemia passava de 805 mil. E o total de pessoas infectadas está em cerca de 23,2 milhões de pessoas.

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou esperar que a pandemia do novo coronavírus chegue ao fim em menos de dois anos. Ele afirmou que a gripe de 1918, que ficou conhecida como gripe espanhola e matou 50 milhões de pessoas em todo o mundo, foi superada em dois anos. Ele acrescentou, no entanto, que os avanços atuais da tecnologia podem permitir que o mundo acabe com o vírus em “um tempo mais curto”.

3,5 milhões de casos no Brasil

O Brasil registrou 3.589.469 casos e 114.469 mortes por coronavírus até as 13h deste domingo (23), segundo o consórcio de veículos de imprensa.

[ad_2]

Source link