Ônibus articulado do transporte coletivo de Havana. Foto: Antonio Schubert.

Medida foi adotada após registro de quase 100 novos casos do vírus em 24 horas

WILLIAN MOREIRA

O Minsap (Ministério de Saúde Pública Cubano) registrou 93 casos de coronavírus na capital, Havana, nesta segunda-feira, 10 de agosto de 2020.

Devido a este crescimento, o governo determinou o retorno à fase vermelha das medidas de isolamento. Assim, foi decretado um lockdown mais rigoroso que suspendeu a operação do transporte público na cidade, além da proibição do acesso à praia e fechamento de restaurantes e bares.

“A população deve entender, às medidas da fase de transmissão autóctone da doença em Havana, com todas as limitações, as demandas que esta fase acarreta e os sacrifícios que ela implica para todos, para a instituições, para o setor público e privado, e para os nossos compatriotas que vivem na capital ”, disse o Presidente de Cuba Miguel Díaz-Canel Bermúdez em nota divulgada para a imprensa.

O país tem adotado um sistema de enfrentamento diferente de outros países, com um rastreamento de casos em potencial e o isolamento de pessoas que tem a Covid-19, mas não apresentam sintomas.

Segundo dados divulgados pelo Governo Nacional de Cuba, o país registra até o momento pouco mais de 3 mil casos desde o começo da pandemia.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:



Source link