[ad_1]

A brasileira de Minas Gerais Jussara ferreira é uma dessas pessoas que enfrentaram o coronavírus e venceram.

Ia tudo muito bem com a gravidez. Jussara estava com sete meses. Em uma consulta de rotina descobriu que estava com sintomas da Covid-19. “Comecei a passar mal, sentindo uma falta de ar e cansaço. Só que aí eu não me preocupei muito, porque eu pensei que fosse a gravidez”, conta Jussara Ferreira, mãe do Eduardo.

A piora foi rápida. Jussara foi levada às pressas em uma ambulância para o hospital. Já estava desacordada. Ela precisou ser internada na UTI, e aí os médicos tiveram que tomar uma decisão difícil: interromper a gestação e fazer um parto de emergência.

“Os riscos de complicação, a gente não sabia ainda o que poderia acontecer. Risco tanto para a mãe que estava entubada e risco para o bebê devido a prematuridade”, relata Anderson Azevedo, obstetra.

A mãe e o recém-nascido prematuro foram separados logo depois da cesárea. Os dois precisaram lutar muito pela vida. Ela venceu a Covid depois de 30 dias, sendo 28 na UTI. Jussara só foi conhecer o filho quando ela recebeu alta. Dudu não teve a Covid, mas ele precisou ficar mais 30 dias na UTI neonatal porque precisava ganhar peso.

Neste sábado (8), a mãe foi buscar o filho. Os dois saíram juntos do hospital, em Ipatinga, no leste de Minas. Os sete irmãos de Dudu estavam curiosos para conhecer o caçula. “A família é unida. É um por todos e todos por um. Se um sofre, a família inteira sofre”, afirma Jussara.

Família reunida, todos com saúde. Agora sim, a alegria está completa. “Feliz demais. Agradecer a Deus, agradecer a equipe médica”, diz Jussara.

[ad_2]

Source link