[ad_1]

Anthony Fauci, um dos principais integrantes do grupo de trabalho sobre coronavírus da Casa Branca, em 30 de junho de 2020, em Washington – POOL/AFP/Arquivos

Um dos principais membros da força-tarefa contra o coronavírus da Casa Branca, o médico Anthony Fauci reiterou suas advertências de que o surto da doença nos Estados Unidos está se agravando diante da falta de uma estratégia coerente, em oposição à negação do presidente Donald Trump à crise.

Em entrevista publicada na quinta-feira (9) pelo portal FiveThirtyEight, o dr. Fauci disse que algumas localidades do país, como Nova York, “assumiram o controle” da crise, elogiando o papel das autoridades.

“Como país, quando nos comparamos com os outros, não se pode dizer que estamos indo bem”, afirmou.

Há dias, ele alerta, em diferentes entrevistas, sobre o aumento dos casos no sul e no oeste do país.

Ontem, os Estados Unidos voltaram a quebrar o recorde de novos contágios, com mais de 65.000 novas infecções detectadas em 24 horas. Isso equivale a duas vezes o número de casos registrados há cerca de dois meses, quando o surto se concentrou em Nova York.

Na quarta-feira, Fauci estimou que alguns estados americanos foram “longe demais” com o desconfinamento e que pode ser necessário restabelecer as restrições, de acordo com um podcast publicado pelo “The Wall Street Journal”.

Na semana passada, o médico alertou – contradizendo as declarações do vice-presidente Mike Pence – que os Estados Unidos estavam caminhando para um nível de novos contágios diários de 100.000, quando o nível estava em cerca de 40.000.

Nos Estados Unidos, a gestão da pandemia depende de cada estado. Em geral, aqueles governados por republicanos são mais favoráveis a levantar as restrições.

Em nível federal, a Casa Branca divulgou diretrizes para uma reabertura progressiva da economia, com base em critérios como a diminuição no número de casos e contando com ferramentas como o aumento da capacidade de fazer testes de diagnóstico.

Poucos estados respeitaram esses critérios, porém, e o presidente Trump incentiva, constantemente, a aceleração da reabertura da economia.

Para Fauci, o aumento de contágios que o país está sofrendo hoje se deve ao desconfinamento precipitado e à maneira como a população do sul do país retomou as atividades, esquecendo-se dos gestos de prevenção.

Já Trump defende que a razão para o aumento de casos é o aumento de testes, algo que não corresponde aos dados oficiais, visto que o avanço no ritmo de infecções é maior.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história

+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão

+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!

+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia


+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League


+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor

+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

[ad_2]

Source link