[ad_1]

Um levantamento, feito nos Estados Unidos, concluiu que mesmo pacientes jovens, com sintomas leves de Covid-19, podem demorar semanas para se recuperar plenamente.

O estudo do Centro de Controle de Doenças ouviu por telefone 292 pessoas que tiveram casos leves de Covid-19. Mesmo assim, três semanas depois do diagnóstico, 35% delas se queixaram que ainda não estavam recuperadas. Desse grupo, 43% continuavam com tosse, 35% sentiam cansaço e 29% ainda sofriam de falta de ar.

Essa recuperação lenta foi registrada inclusive entre os jovens, de 18 a 34 anos, que não tinham qualquer problema de saúde antes de pegarem a Covid-19. Um em cada quatro jovens não tinha se recuperado plenamente depois de três semanas. Na faixa acima de 50 anos, quase metade ainda apresentava sintomas da doença.

O CDC destaca que a Covid-19 é muito diferente de uma gripe e que 90% das pessoas gripadas se recuperam em até duas semanas. O estudo conclui que a Covid-19 pode resultar em uma doença prolongada até entre pessoas com sintomas leves, inclusive jovens.

E são justamente os jovens que estão sendo apontados como principais responsáveis pelo aumento da contaminação nos Estados Unidos. O país vem registrando mais de 70 mil casos novos por dia. E o número diário de mortos tem ficado acima de mil.

Em Nova York, onde as medidas de proteção, como uso de máscara e distanciamento social, foram seguidas à risca, o pior já passou.

No momento, os estados mais atingidos são Flórida, Texas e Califórnia – que são justamente os mais populosos do país.

A grande polêmica nos Estados Unidos agora é: reabrir ou não as escolas? O Centro de Controle de Doenças recomenda reabrir só onde o índice de testes positivos de Covid estiver abaixo de 5%. Acima disso, as autoridades consideram que a infecção está descontrolada.

Dois terços dos estados americanos não cumprem essa condição, mas muitos planejam reabrir as salas de aula assim mesmo. Apesar de pesquisas mostrarem que a maioria dos pais é contra.

[ad_2]

Source link