(foto: Pixabay/Banco de Imagens)

Alguns eventos adversos que podem seguir infeco pelo coronavrus so a pneumonia e quadros inflamatrios, complicaes graves que em certas situaes acometem o paciente com COVID-19. Alm dos ventiladores mecnicos, ainda so existe tratamento destinado a curar ou amenizar esse problema especfico. Uma lacuna que a empresa alem Merck, especializada em cincia e tecnologia, pretende preencher com um novo mtodo. O tratamento proposto pela companhia parte de uma mlecula chamada M5049, que poder atuar no combate ao sintomas mais severos da doena. A Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria (Anvisa) aprovou o estudo clnico em pacientes brasileiros para aferir a aplicabilidade do frmaco. O estudo clnico de modo controlado por placebo e randomizado de fase 2, a fim de avaliar a segurana e a eficcia da M5049.

Nesta fase, so 150 voluntrios no Brasil e nos Estados Unidos, com idades entre 18 e 70 anos. A Santa Casa de Belo Horizonte recebeu aprovao, nesta quinta-feira, para o incio do estudo, que tambm ser realizado em outros centros de pesquisa inscritos no Brasil. Ao lado do tratamento padro, que pode incluir tratamentos antivirais, os indivduos recebero uma ou duas doses com a molcula ou placebo, a fim de comparao, seguindo os resultados em cada paciente.

Um dos fatores perigosos do SARS-CoV-2 a reao exagerada que causa no sistema imunolgico, conhecida como tempestade de citocina, uma resposta inflamatria grave. Tempestades de citocinas podem explicar porque algumas pessoas tm uma reao importante ao coronavrus, enquanto outras experimentam sintomas leves.

A M5049 consegue bloquear receptores que so sensores imunolgicos inatos ao organismo que  detectam o RNA de cadeia simples de vrus como o SARS-CoV-2. Quando ativados, acionam clulas imunes que, se no adequadamente controladas, podem levar evoluo para a forma grave da doena. Em algumas situaes, esta resposta imune pode ser fatal.

 

Como explica o diretor mdico da Merck e especialista em terapia intensiva, Luiz Magno, a molcula j era investigada para o combate a doenas que geram reaes inflamatrias, como o lupus, a esclerose mltipla e outra doenas autoimunes. O intuito do estudo perceber se a aplicao da M5049, em um ponto crtico no curso da infeco pelo coronavrus, pode impedir ou melhorar a resposta inflamatria em pacientes com pneumonia e barrar a progresso para um cenrio mais complicado. 

“Identificamos uma molcula com potencial para tratamento da COVID-19. Estamos investigando de que forma pode interferir quanto doena. Avaliamos se o medicamento tambm reduz complicaes de risco de vida, incluindo sintomas respiratrios graves que geralmente precisam de intervenes mdicas adicionais, como ventilao mecnica”, diz.

A M5049 foi descoberta internamente na Merck e concluiu recentemente um estudo da fase 1 em voluntrios saudveis. Concluses desta fase do conta de que os pacientes no apresentaram eventos adversos preocupantes.

O remdio um comprimido de via oral. “No para uso preventivo”, esclarece Luiz Magno. Dados sobre quando estar disponvel no mercado e quanto ao preo de venda so precoces. “Isso depende da aprovao final com a concluso da fase 3. A inteno de que a fase 2 se encerre no fim deste ano e, se o resultado apontar a segurana e a eficcia da droga, a fase 3 deve acontecer ao longo de 2021. S com essas informaes tomaremos as melhores decises”, finaliza.

O trabalho sobre a M5049 realizado em conjunto com pesquisadores e as agncias regulatrias em sade, e a empresa avalia outras indicaes de imunologia, alm a interveno teraputica contra a COVID-19.

 

O que o coronavrus

Coronavrus so uma grande famlia de vrus que causam infeces respiratrias. O novo agente do coronavrus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doena pode causar infeces com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vdeo: Por que voc no deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 transmitida? 

A transmisso dos coronavrus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secrees contaminadas, como gotculas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal prximo, como toque ou aperto de mo, contato com objetos ou superfcies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vdeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavrus?

Como se prevenir?

A recomendao evitar aglomeraes, ficar longe de quem apresenta sintomas de infeco respiratria, lavar as mos com frequncia, tossir com o antebrao em frente boca e frequentemente fazer o uso de gua e sabo para lavar as mos ou lcool em gel aps ter contato com superfcies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vdeo: Flexibilizao do isolamento no ‘liberou geral’; saiba por qu

Quais os sintomas do coronavrus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gstricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vtimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Sndrome respiratria aguda severa
  • Insuficincia renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avanam na identificao do comportamento do vrus. 

Vdeo explica por que voc deve ‘aprender a tossir’

Mitos e verdades sobre o vrus

Nas redes sociais, a propagao da COVID-19 espalhou tambm boatos sobre como o vrus Sars-CoV-2  transmitido. E outras dvidas foram surgindo: O lcool em gel capaz de matar o vrus? O coronavrus letal em um nvel preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar vrias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS no teria condies de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um mdico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavrus.

Coronavrus e atividades ao ar livre: vdeo mostra o que diz a cincia

Para saber mais sobre o coronavrus, leia tambm:

 



Source link