O porto de Santos, em São Paulo, foi em 2014, o principal canal de exportação de produtos de Mato Grosso do Sul no que se refere a receita com as operações. Segundo dados do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via internet (Aliceweb), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), dos US$ 5,245 bilhões vendidos em produtos pelo estado para o mercado internacional, US$ 1,792 bilhão, foram escoados pelo porto paulista, o que representa 34,16% do total.

Pelos terminais de Santos foram exportados 117 produtos “made in Mato Grosso do Sul”. O principal item escoado no porto foi a celulose, com 2,241 milhões de toneladas (97,75% do total do estado), que resultou em um faturamento de US$ 1,038 bilhão (97,54% da receita sul-mato-grossense com a venda do produto). Na sequência vem a soja em grãos, com 515,275 mil toneladas e movimentação financeira de US$ 261,935 milhões, e a carne desossada e congelada de bovinos, com 21,642 mil toneladas e receita de US$ 102,263 milhões.

Conforme o Aliceweb, o porto que ficou em segundo lugar no faturamento com as exportações sul-mato-grossenses, foi Paranaguá, no Paraná, com US$ 1,614 bilhão (30,77% do total). Nos terminais paranaenses o principal item de Mato Grosso do Sul escoado em 2014 foi a soja em grãos, com um volume de 922,594 mil toneladas (37,95% do total vendido no mercado internacional pelo estado) e que resultou em uma receita US$ 458,724 milhões. Depois aparecem o açúcar, com 688,513 mil toneladas e resultado financeiro de US$ 262,633 milhões e os pedaços e miudezas comestíveis e congelados de galos e galinhas, com 98,965 mil toneladas e receita de US$ 237,433 milhões.

Em terceiro lugar no ranking do estado aparece o porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, com a movimentação de 1,565 milhões de toneladas em cargas e US$ 977,848 milhões em receita.

Nos seus terminais, o produto de Mato Grosso do Sul mais embarcado para o exterior no ano passado foi também, a exemplo de Paranaguá, a soja em grãos, com 979,381 mil toneladas e faturamento de US$ 501,187 milhões. O porto catarinense foi o que escoou a maior quantidade da oleaginosa produzida no estado neste ano, com 40,28% do total, e registrou a maior movimentação financeira com essas operações, com 40,77%.

Além da soja em grãos, o porto de São Francisco do Sul também contabilizou no ano, exportações expressivas da carne desossada e congelada de bovinos produzida no estado, com 64,689 mil toneladas e receita de US$ 290,027 milhões, e de milho em grãos sul-mato-grossense, com 487,724 mil toneladas, e faturamento de US$ 85,391 milhões.

Juntas, as exportações realizadas por Santos, Paranaguá e São Francisco do Sul concentraram 83,58% de toda a receita do estado com as vendas internacionais no ano, conforme os dados do Aliceweb.