[ad_1]

Portugal registou este sábado mais três mortes por covid-19 e 198 casos de infecção — o número de novos casos mais baixo desde 11 de Agosto —, o que corresponde a um aumento de 0,4%. São menos 37 casos em relação ao dia anterior, quando o número diário de infecções foi de 235. Desde o início da epidemia, o país contabiliza um total de 1775 óbitos e 53.981 infectados.


Dos novos casos, 94 (47,5%) foram identificados na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde ocorreram duas das três mortes registadas nas últimas 24 horas. Esta é a percentagem de novos casos mais baixa desde 10 de Maio em Lisboa e Vale do Tejo, dia em que a região registou 43,4% dos 175 novos casos registados à data. Os dados foram divulgados este sábado no boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS), actualizado diariamente.


Recuperaram mais 211 pessoas relativamente ao dia anterior, num total de 39.585 recuperados. Há, neste momento, 12.621 casos activos, menos 16 do que na sexta-feira. Este número resulta da subtracção dos recuperados e dos óbitos ao total de infecções.

Encontram-se internadas 320 pessoas (menos 28 do que na sexta-feira), das quais 37 em unidades de cuidados intensivos (menos quatro do que no dia anterior).


As três mortes registadas nas últimas 24 horas ocorreram num homem e em duas mulheres, todos com mais de 80 anos. Das pessoas que morreram com covid-19 em Portugal, cerca de 67% tinham mais de 80 anos. A taxa de letalidade global em Portugal é agora de 3,3%.


Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região do país com mais casos de infecção, contabilizando 27.888 infectados. Seguem-se o Norte (com 19.419, mais 66 do que na sexta-feira), o Centro (4584, mais 16), o Algarve (965, mais oito) e o Alentejo (812, mais 13). Os Açores registam 184 infecções (o mesmo número do que no dia anterior) e a Madeira 129 (mais um caso nas últimas 24 horas).

O maior número de mortes por covid-19 ocorreu na região Norte, que regista 839 vítimas mortais. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo (com 629 óbitos), o Centro (com 253), o Alentejo (22), Algarve (17) e Açores (15). A Madeira continua sem registo de vítimas mortais.

[ad_2]

Source link