Desde que o novo coronavírus começou a circular pelo mundo, ainda no final de 2019, mais de 25 milhões de pessoas foram infectadas e 843 mil acabaram falecendo por conta da Covid-19. É o que aponta um levantamento da Universidade John Hopkins, que registrou a extraordinária marca de contagiados na madrugada deste domingo (30 de agosto).

Na manhã de hoje, às 8h28, o painel da universidade, que faz um mapeamento e monitoramento dos casos de Covid pelo mundo, apontava um total de 25.038.901 casos no planeta, com 843.238 óbitos.

Para se ter noção do que esses números representam, o total de infecções é cinco vees maior que o total de casos graves de influenza registrados anualmente, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, o Brasil, ao lado dos Estados Unidos, aparece com destaque negativo, com 3.846.153 casos confirmados de Covid-19. O país norte-americano é o líder do ranking de infecções, com 5.961.885, o que significa que, juntos, Brasil e EUA são responsáveis por quatro em cada dez infecções.

Na terceira colocação no ranking de casos, contudo, aparece a Índia, com 3.542.733. Ontem, o país bateu o recorde de infecções diárias, com 78.761 confirmações. Até então, o recorde mundial havia sido registrado nos EUA, em julho, com 77.299 casos confirmados num só dia.

Com relação às mortes, novamente Brasil e EUA aparecem entre os países com mais casos no mundo, em números absolutos, com 120.262 e 182.785, respectivamente, seguidos por México (63.819) e Índia (63.498).



Source link