[ad_1]

O Instituto de Pesquisa de Diversidade Intercultural (Ipedi) realizou a entrega de 330 testes para Covid-19 doados pela empresa Eco Diagnóstica com a intermediação do Instituto Sabin, para o polo base da Secretaria de de Miranda, cidade a cerca de 200 quilômetros de Campo Grande.

O polo é responsável pelo atendimento à saúde de mais de 8 mil indígenas, em sua maioria da etnia terena que vivem em 8 aldeias de Miranda.

O primeiro caso de Covid-19 foi registrado em 15 de julho. De lá para cá, segundo dados da Sesai, cinco novos casos, em média, são registrados nas aldeias indígenas locais. No total, conforme boletim deste sábado (1º) há, em Miranda, 83 casos positivos, dos quais 17 já se recuperaram e um óbito.

“Isso daqui é nossa ferramenta de trabalho no enfrentamento da pandemia na população indígena”, diz a coordenadora da Sesai, Sibele Faustino. Com os testes os profissionais de saúde terão maior possibilidade de identificar os casos positivos, fortalecendo as ações de isolamento de doentes, melhorando a capacidade de controle da doença nas aldeias.

“Reforçamos nosso compromisso com as áreas indígenas. Embora nossas ações prioritárias sejam na área da educação, neste momento nós não poderíamos deixar de lado nossos irmãos indígenas. Gostaria de agradece ao Instituto Sabin e à Eco Diagnóstica, os testes farão muita diferença para as comunidades indígenas de Miranda”, diz Denise Silva, presidente do Ipedi.

[ad_2]

Source link