[ad_1]

Em meio ao debate dos impactos do novo coronavírus no organismo, especialistas enfatizam a agressividade da doença no corpo humano. O médico intensivista Eduardo Castro, que tem mais de 20 anos trabalhando em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e está tratando diretamente pacientes com a Covid-19, afirma que a agressão do vírus é comparável a batidas de um martelo de bife no pulmão.

Em entrevista ao programa Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta, o especialista explicou os danos causados pela doença no órgão e como o mesmo fragiliza o sistema respiratório.

Além do pulmão, os danos se estendem pelo sistema respiratório e podem complicar ainda mais o paciente grave, como detalha o médico. 

“Conforme esse grau de inflamação se torna mais intenso, mais manifestações extra-pulmonares ou sistêmicas, como coagulação ativada, inflamação e inchaços, enfim, você vai ter mais intensamente”, explicou.

[ad_2]

Source link