Começou a ser montada nesta semana a nova estrutura de uma das duas esteiras de exportação a granel do porto de São Francisco do Sul – paralisada há quase 50 dias depois de uma parte ceder.

A peça foi construída no Rio Grande do Sul e deve ser erguida ao corredor de exportação entre segunda ou terça-feira (1º de maio), conforme projeção da administração do SCPar Porto de São Francisco do Sul.

Luis Furtado, diretor-presidente da unidade portuária, destaca que a partir de erguida a peça, as operações no terminal graneleiro devem ser normalizadas em até 20 dias. Ele explica que a demora tem justificativa, uma vez que o a administração do porto assumiu a manutenção com o aporte de cerca de R$ 8,5 milhões para que a reforma sirva para corrigir todos os problemas do corredor de exportação e não meramente uma medida paliativa.

Para tanto, uma equipe formada por 29 pessoas trabalha na reestruturação do “tripper” para o carregamento nos navios, priorizando a segurança. Até à tarde desta quinta-feira, 26, quatro navios encontravam-se na barra e a estimativa é de que 70% da capacidade de preenchimento de carga esteja sendo contemplada.

Fonte: Diário Catarinense