A maior incidência de chuvas este ano ajudou a recuperar rapidamente o nível dos rios na região, contribuindo para o transporte fluvial.

Com o nível das águas restabelecido, pelo menos 1,18 milhão de toneladas de carga foram transportadas pela hidrovia Tietê-Paraná, entre janeiro e maio de 2016, de acordo com Departamento Hidroviário, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes.

O volume ultrapassa em 92% as 619 mil toneladas de produtos deslocadas pela via no mesmo período do ano anterior. Ao todo, 511 comboios já navegaram pela eclusa de Nova Avanhandava, em Buritama, desde a reativação do trânsito de embarcações pelo ponto, em fevereiro deste ano.

O local ficou 20 meses com passagem interditada em função do baixo nível dos rios. Cana-de-açúcar, soja, farelo de soja e areia são os principais produtos que circulam no trecho. Os números do departamento hidroviário não levam em consideração as marcas do rio Paraná.

Fonte: Folha da Região