[ad_1]

Coronavírus em mapa 3D (ilustrativa/banco de imagens PM)

Infecções pelo novo coronavírus passaram de 15 milhões na quarta-feira (22), de acordo com um cálculo da agência Reuters, com a pandemia ganhando ritmo mesmo enquanto países continuam divididos em suas respostas à crise de saúde.

Publicidade


Os EUA têm o maior número de casos no mundo com 3,91 milhões.

Os outros quatro países com o maior número de infecções são Brasil, Índia, Rússia e África do Sul. Contudo, os números da Reuters mostram que a doença está acelerando mais rápido nas Américas, as quais contam por cerca da metade dos casos no mundo e metade de suas mortes.

Globalmente, a taxa de infecções não mostra sinais de desaceleração, de acordo com o cálculo da Reuters, baseado em relatórios oficiais.

Após o primeiro caso de Covid-19 ter sido reportado na cidade chinesa de Wuhan, no início de janeiro, levou cerca de 15 semanas para chegar a 2 milhões de casos. Em contraste, levou 8 dias para passar de 13 milhões em 13 de julho para mais de 15 milhões.

Especialistas na área da saúde enfatizam que dados oficiais quase certamente subestimam tanto o número de infecções quanto o de mortes, principalmente em países com capacidade limitada de testes.

O número oficial de casos de coronavírus a 15.009.213 é pelo menos o triplo do número de influenza grave registrado anualmente, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, enquanto o número de óbitos de mais de 616 mil em 7 meses está perto do limite superior de mortes anuais por influenza.

Fonte: Agência Reuters

[ad_2]

Source link