Conforme o município, a mulher morreu no dia 4 de maio, na Santa Casa de Osvaldo Cruz, onde estava internada em estado grave. A idosa era asmática e fazia uso de oxigênio há três meses, além de ter problema cardíaco.

De acordo com o boletim sobre a situação da Covid-19 em Emilianópolis, não há mais casos suspeitos. Além disso, há dois exames que foram descartados.



Source link