[ad_1]

O prefeito Roberto Cláudio anunciou na noite desta terça-feira (14) por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais que a prefeitura de Fortaleza vai iniciar patrulhas dentro dos bairros para manter o isolamento social. Os primeiros bairros a receberem a visita dos agentes da Guarda Municipal e da Polícia Militar são aqueles que têm apresentado altos índices de casos confirmados do novo coronavírus e também de pessoas que foram a óbito por causa da doença.

“A gente tem recebido denúncias e a fiscalização tem identificado vários pontos de aglomeração dentro dos bairros. Nos preocupam algumas áreas da cidade que podem ser agora epicentro de contaminação como o grande Mucuripe, Serviluz, Cais do Porto, Cristo Redentor, Barra do Ceará e Vila Velha. De todas as áreas de Fortaleza, essas foram as que mais tivemos registros de óbitos e por isso são elas que têm nos deixado especialmente preocupados. Por essa razão, a gente inicia nesta quarta-feira, patrulhas da Guarda Municipal e da Polícia Militar nesses locais. Vamos passar por dentro dos próprios bairros, nas ruas, orientando as pessoas que estejam em calçadas ou em espaços públicos para retornaram às suas residências”, disse o prefeito.

O trabalho começa pelo Vicente Pinzón, que faz parte da região do grande Mucuripe e posteriormente segue para o lado oeste da cidade, como Barra do Ceará e Vila Velha. Roberto Cláudio também garantiu que a equipe vai caminhar por outras áreas da cidade com as quais a prefeitura “tem uma preocupação mais aguda neste momento”, finalizou.

Procura tardia por atendimento

Durante a transmissão, Roberto Cláudio, afirmou ainda que 15% dos óbitos por Covid-19 ocorridos na capital cearense foram de pessoas dentro de casa ou que procuraram o serviço de saúde já com parada cardiorrespiratória. Ele ressaltou a importância de não demorar a procurar a rede de saúde no caso de pessoas acima de 60 anos.

“É muito importante estimular a busca precoce pelo serviço médico em casos específicos. Eu digo isso porque tem um dado que é preocupante: 15% dos óbitos até agora na cidade, desses 85 que tínhamos até o meio-dia de hoje, foram óbitos que aconteceram ou dentro de casa, sem qualquer atendimento médico ou de pessoas que procuraram o serviço já em parada cardiorrespiratória. Então a busca demorada pelo primeiro atendimento médico pode ser um fator de prognóstico importante para o desfecho clínico”, enfatizou.

Quase 90% dos leitos de UTI estão ocupados no Ceará, segundo o secretário Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, da Secretaria da Saúde do estado (Sesa). Novos 160 leitos foram implantados no estado nas últimas três semanas, e a previsão é garantir 690 leitos de terapia intensiva extras, afirmou o secretário, em coletiva nesta terça-feira (14).

Só em Fortaleza há 245 pessoas internadas por Covid-19. Em todo o Ceará, são 120 internações em UTIs por causa da doença, informou o secretário.

“Se houver saturação desse sistema, mais uma vez vamos ter um aumento da mortalidade. À medida que você sai dos bairros com maior estrutura social pros bairros com menor estrutura e pro restante dos municípios do Ceará, estamos assistindo um aumento na mortalidade”, disse Dr. Cabeto.

Casos de coronavírus no Ceará

Fonte: Sesa

O Ceará recebeu um lote com 37 mil testes rápidos para Covid-19, e aguarda chegada de outros 50 mil. Os testes vão ser aplicados em pacientes já internados, que apresentaram mais de sete dias de sintomas, e profissionais da Saúde da rede Sesa. A secretaria lembra que os testes rápidos não são os mais recomendados para diagnóstico da doença, pois apresentam limitações, mas são úteis para fazer a triagem nas unidades.

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1

[ad_2]

Source link