O número de mortes causadas pelo vírus SARSCoV-2 no continente africano nas últimas 24 horas foi de 270 e foram registadas mais 10.585 pessoas infetadas, tendo 899.802 sido declaradas como recuperadas, de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), que reúne os dados mais recentes dos relatórios oficiais dos 55 países-membros da organização.

O maior número de casos e de mortos de covid-19 continua a registar-se na África Austral, com 646.639 infetados e 13.863 vítimas mortais.

Nesta região, a África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza 607.045 doentes infetados e 12.987 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem agora 209.274 pessoas infetadas e 7.931 mortos e na África Ocidental o número de casos subiu para 154.254 e o de vítimas mortais para 2.310.

Na região da África Oriental, o número de casos de covid-19 é hoje de 116.000 e 2.463 mortos e na África Central são contabilizados hoje 52.603vcasos de infeção e 1.025 óbitos.

O Egito é o segundo país com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, contabilizando 97.237 infetados e 5.243 óbitos, seguindo-se a Argélia, com 41.512 e 1.411 mortes.

Entre os cinco países mais afetados, estão também a Nigéria, que regista 51.905 infetados e 997 óbitos, e o Sudão, com 12.682 casos e 812 vítimas mortais.

Entre os países africanos lusófonos, Cabo Verde lidera em número de casos (tem hoje 3.455 casos e 37 mortos), seguindo-se Moçambique (3.304 casos e 20 mortos), Guiné-Bissau (2.149 casos e 33 mortos, os mesmos números de sábado), Angola (2.134 infetados e 94 mortos) e São Tomé e Príncipe (891 casos e 15 mortos, os mesmos números de sábado), de acordo com os dados divulgados pelas autoridades oficiais destes países.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), atualizou hoje os dados e registou 4.926, um aumento de 34 pessoas face aos 4.892 infetados registados a 1 de agosto, e 83 óbitos, número que mantém desde o princípio do mês.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 800 mil mortos e infetou mais de 23 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.


Google Play Download



Source link